Os policiais do 12° BPM realizaram uma operação na comunidade do Santo Cristo (TCP) em Niterói, e deitou vários, um deles era o frente da comunidade do Morro do Estado (TCP) no Ingá, também em Niterói.

Conhecido como Charutinho, ele é apontado como líder do tráfico no Morro do Estado e principal homem de guerra da facção do TCP em Niterói e São Gonçalo.

Ele é apontado como um dos puxadores nas guerras pelo próprio Morro do Estado, além das várias guerras nas comunidades da Fonseca, além da invasão na Nova Brasília (CV) em Engenhoca.

Ele liderava a lista de procurados em Niterói e São Gonçalo.