Como se sabe, o ex-governador Ricardo Coutinho mantém uma relação de amizade com o condenado Lula, mas após ser advertido pelo presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, mudou o discurso de uma hora para outra.

“Lula se portou mais como chefe de partido. O papel dele deveria ser de um líder com estatura para aglutinar mundialmente setores afinados com a democracia. Não entendi essa expressão mais localizada”, disse o ex da Paraíba.

Um “parêntese”: a crítica ao ex-presidente Lula, que sofreu a bi-condenação, aconteceu durante evento do PSB no Rio de Janeiro.

É bom lembrar que o ex-governador esteve com o condenado três dias antes do encontro, algumas horas depois da advertência que sofrerá da direção nacional.

Mudou o discurso, sim, ou sofreu ameaça de perda da presidência da Fundação João Mangabeira?