Sempre estive à disposição dos órgãos de investigação e nunca criei obstáculos a qualquer tipo de apuração”, ressaltou o governador em nota

O ex-governador Ricardo Coutinho emitiu uma nota nesta terça-feira (17) sobre o pedido de prisão preventiva emitido contra ele. De acordo com a nota, ele pretende contribuir com a Justiça “para provar minha total inocência”.
“Sempre estive à disposição dos órgãos de investigação e nunca criei obstáculos a qualquer tipo de apuração”, ressaltou o governador em nota.
Ele detalhou ainda que está em viagem de férias que havia sido programada previamente. “Mas estarei antecipando meu retorno para me colocar à inteira disposição da justiça brasileira para que possa lutar e provar minha inocência”, declarou.
Por não ter sido localizado durante a deflagração da Operação, o ex-governador Ricardo Coutinho é considerado foragido pela Polícia Federal. 
Confira a nota:
Fui surpreendido com decisão judicial decretando minha prisão preventiva em meio a uma acusação genérica de que eu faria parte de uma suposta organização criminosa.
Com a maior serenidade digo ao povo paraibano que contribuirei com a justiça para provar minha total inocência. Sempre estive à disposição dos órgãos de investigação e nunca criei obstáculos a qualquer tipo de apuração.
Acrescento que jamais seria possível um Estado ser governado por uma associação criminosa e ter vivenciado os investimentos e avanços nas obras e políticas sociais nunca antes registrados.
Lamento que a Paraíba esteja presenciando o seu maior período de desenvolvimento e elevação da autoestima ser totalmente criminalizado.
Estou em viagem de férias previamente programada, mas estarei antecipando meu retorno para me colocar à inteira disposição da justiça brasileira para que possa lutar e provar minha inocência.
Ricardo Vieira Coutinho

Redação com clinkpb