No âmbito da Operação Pés de Barro, deflagrada no último sábado (21/12), a Polícia Federal identificou várias entregas de dinheiro vivo em benefício do deputado federal Wilson Santiago (PDT-PB).

De acordo com a PF, Israel Nunes, secretário parlamentar do gabinete de Santiago, recebeu uma mochila do empresário George Ramalho Barbosa com 50 mil reais em propina, na praça de alimentação do Aeroporto Internacional de Brasília.

Segundo informações divulgados pelo portal O Antagonista, o montante foi entregue no dia 7 de novembro deste ano e o assessor o transportou até o Anexo IV da Câmara dos Deputados, onde fica o gabinete de Santiago. As movimentações foram acompanhadas por ações controladas da PF.

A operação da Polícia Federal investiga o pagamento de propinas envolvendo as obras da adutora Capivara, no sertão da Paraíba.

Via: MBL