Segundo o colunista, Huck vai se filiar ao “Cidadania” –ex-PP e ex-Partidão (PCB)– e seu vice dos sonhos seria Dino.

De acordo com Noblat, o governador do Maranhão sonha disputar a sucessão de Jair Bolsonaro, mas seu estado não tem expressão eleitoral.

Por outro lado, Luciano Huck eleitoral teria densidade presidencial a partir do Rio de Janeiro e de sua exposição na Globo. Juntos poderia obter sucesso porque Flávio Dino abarcaria toda a região Nordeste.

Ricardo Noblat conta que Huck e Dino já tiveram duas reuniões secretas sob o atento olhar do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC).

FHC é um grande entusiasta da chapa Luciano Huck (presidente) e Flávio Dino (vice).

O diabo é que Huck ainda não disse a que veio. Repetir exatamente que o fazem na economia Paulo Guedes e Bolsonaro não dá. A mudança leopardiana (“tudo deve mudar para que tudo fique como está”) não interessa à nação, portanto.

Boa blog do Ismael