O Roda Viva, programa de entrevistas da TV Cultura, confirmou nesta quarta-feira (15) que não haverá representantes do The Intercept na entrevista com o ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Internautas fizeram uma campanha para que algum jornalista do jornal responsável pela Vaza Jato fosse convidado. “Vaza Jato” é como ficou conhecida uma série de reportagens que divulgou conversas entre procuradores da Lava Jato e o ex-juiz da operação, Moro.

Apesar disso, a emissora convidou apenas jornalistas da mídia tradicional. São eles: Alan Gripp, diretor de redação de O Globo; Andreza Matais, diretora da sucursal de Brasília, de O Estado de S.Paulo; Leandro Colon, diretor da Sucursal de Brasília, da Folha de S.Paulo; Malu Gaspar, repórter especial da revista Piauí; e Felipe Moura Brasil; diretor de Jornalismo da Rádio Jovem Pan.

A nova apresentadora do programa, Vera Magalhães, entretanto, afirmou que seu objetivo é “diversificar ao máximo o perfil dos entrevistados”. “Meu objetivo é diversificar ao máximo o perfil dos entrevistados. Na política, abarcar todas as correntes, da esquerda à direita, e, fora dela, trazer para o centro da roda as principais discussões culturais, comportamentais, científicas, jurídicas, econômicas e sociais. Será um grande desafio mesclar nomes consagrados com aqueles que ainda estão fora do radar do grande público, mas têm o que dizer e serão referências em suas áreas num futuro próximo. Acho que o programa tem essa vocação também para antecipar discussões e tendências”.