O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, anunciou em entrevista coletiva, nesta sexta (3), que a Caixa Econômica Federal vai lançar, na próxima terça (7) um aplicativo de celular, para que os trabalhadores autônomos e informais que não estão inseridos no Cadastro Único (CadÚnico) se cadastrem para receber o auxílio emergencial de R$ 600, aprovado pelo Congresso e sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro, para auxiliar as famílias no enfrentamento à crise causada pela pandemia do coronavírus. 

Já os beneficiários do Bolsa-Família e os inscritos no CadÚnico, que sejam elegíveis ao benefício, vão receber o valor a partir da próxima semana, sem a necessidade de nenhum cadastro específico.

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, disse que na próxima segunda-feira (6), será divulgado o calendário de pagamentos. Ele alertou que não existe ainda o aplicativo, que será lançado somente na semana que vem e deverá ser o mais baixado do mundo.