É realizado Transplante de coração na PB; vidas estão sendo salvas

Fim de semana passado a MaisTV, canal de vídeo do Portal MaisPB, exibiu uma reportagem mostrando o drama de quem está na fila de espera por um transplante e a alegria de quem teve a sorte de receber a doação de um órgão.

Sorte! Essa é a palavra mesmo porque há pelo menos uma década a política de transplantes do Estado passou por um inexplicável hiato. Um período de duplo prejuízo; órgãos deixaram de ser captados e vidas que poderiam ter sido salvas se perderam no caminho das estatísticas.

Uma dura realidade que começa a mudar.

Dez anos depois de intervalo, a Paraíba realizou um transplante de coração. Captado pela manhã no Trauma de João Pessoa, o órgão pulsou no peito de um homem de 48 anos menos de quatro horas depois numa cirurgia realizada pelo Hospital Nossa Senhora das Neves.

O doador? Um jovem de 23 anos, cuja família agora sabe que, mais do que o coração, o gesto largo da doação renovou esperança e deu nova vida a quem estava desenganado.

Ao Blog, o secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, comemorou o positivo saldo final que começou com o trabalho esmerado da Central de Transplante, totalmente revitalizada e motivada nos últimos meses. Os resultados estão aí para mostrar.

A Secretaria de Saúde de João Pessoa também participou desse processo ao abrir o chamamento público e burocrático. O Hospital Nossa Senhora das Neves se habilitou e, na leitura do secretário Adalberto Fulgêncio, quebrou um paradigma.

“O Hospital aceitou fazer o transplante pela tabela SUS, enquanto outras equipes não aceitaram o valor SUS. O Hospital está mostrando que o preço pelo SUS é viável. Alguns diziam antes que era impossível”, disse Fulgêncio ao Blog.

O transplante de coração está de volta à Paraíba. Para muitos paraibanos, novas batidas de esperança, também.

Via: blog Heron Cid

Comentários