FGTS e PIS assegurarão empregos na Caixa econômica Federal

Para cumprir o calendário dos saques das contas do FGTS e da quotas do PIS, a Caixa Econômica Federal avalia adiar o desligamento de cerca de dois mil funcionários que aderiram ao Programa de Demissão Voluntária (PDV). Aberto no dia 20 de maio com duração até 07 de junho, o PDV teve a adesão de 3,5 mil trabalhadores, segundo fontes ligadas ao banco. Alguns já saíram, mas a maior parte ainda aguarda na fila a demissão.

Além disso, a Caixa decidiu acelerar a convocação de dois mil trabalhadores aprovados no concurso de 2014, sobretudo de pessoas portadoras de deficiência. Na primeira etapa das admissões, no dia 15 de julho, foram contratados 174 funcionários. Uma nova rodada será feita em agosto, quando serão admitidos mais 684 empregados. A chamada dos aprovados obedece uma determinação do Ministério Público para que o banco se enquadre na legislação, que assegura 5% do quadro de pessoal das empresas para trabalhadores portadores de deficiência.

Cronograma

A Caixa está trabalhando na elaboração de um esquema especial para atender a população e evitar filas no banco. Em agosto, começa o pagamento do PIS e em setembro, os saques do FGTS (de até R$ 500 por conta). As agências localizadas nas capitais e grandes cidades deverão funcionar aos sábados e, nos dias úteis, abrir duas horas mais cedo.

Quem tiver conta individual na Caixa poderá receber o crédito automático. A Caixa também deverá criar um canal eletrônico para prestar informações aos trabalhadores. Os detalhes serão divulgados na próxima semana.

Comentários