Netflix e Porta dos Fundos são alvos de boicote após lançamento de filme com Jesus homossexual

Depois da animação Super Drags, mais uma produção brasileira da Netflix gera polêmica e é motivo de boicote. Trata-se do novo especial do Porta dos Fundos, a comédia A Primeira Tentação de Cristo.

Diversos religiosos estão promovendo boicote ao serviço de streaming, por incitar que Jesus Cristo teve uma relação homoafetiva quando estava no deserto e sugerindo um triangulo amoroso entre José, Maria e Deus.

O vice-presidente da União dos Juristas Católicos de São Paulo (UJUCASP) e advogado Paulo Henrique Cremoneze alega que o filme traz atos blasfemos à liberdade religiosa. “A atitude do Porta dos Fundos fere a liberdade religiosa e deforma profundamente o autêntico conceito de arte. Os cristãos de todas as confissões devem se unir em defesa dos valores fundamentais da fé e expor seu veemente repúdio ao filme, ao Porta dos Fundos e a própria Netflix”, disse Cremoneze pedindo para que todos cristãos boicotem a plataforma de vídeo sob demanda e demais empresas que têm os humoristas como garotos propagandas.

Políticos e religiosos utilizaram as redes sociais para demonstrar a insatisfação com a produção. Entre eles está o deputado federal Marco Feliciano, que já processou o grupo de comediantes anos atrás, pede que “está na hora de uma ação conjunta das igrejas e pessoas de bem para dar um basta nisso”.

O ator Carlos Vereza também demonstrou indignação com o especial. Em seu perfil do Facebook o artista global chama os integrantes do Porta dos Fundos de “idiotas pretensiosos” e considera a obra deles como um “trash- refuse-pornô”.

Já o bispo da Igreja Católica Dom Henrique Soares da Costa publicou em seu perfil do Facebook que chegou a cancelar sua assinatura da Netflix, após o lançamento da obra. Ele considera o especial “blasfemo, vulgar e desrespeitoso para com o nosso Deus e Senhor Jesus Cristo”.

Uma petição online já conta com mais de 300 mil assinaturas contra a exibição do filme.

O Especial de Natal do Porta dos Fundos estreou no dia 3 de dezembro. É a segunda vez que o grupo de comediante produz filme com a Netflix, o primeiro acontece no ano passado e se chama Se Beber, Não Ceie.

Comentários